Como o Trauma se Apresenta?

Como o Trauma se Apresenta?

Como o Trauma se Apresenta?

As lembranças do trauma geralmente estão fragmentadas em imagens, sons, odores, sensações físicas (náuseas, tonturas e outras) ou emoções (aversão/nojo, medo, pavor, raiva, tristeza) não integradas a outras memórias autobiográficas. Estímulos relacionados ao evento traumático, específicos e/ou genéricos, podem reavivar as memórias que retornam muito mais fortes que uma simples recordação, com nitidez visual e forte expressão emocional, provocando a revivescência do evento traumático.

Eventos traumáticos podem afetar o funcionamento cognitivo, a saúde física e as relações interpessoais. A seguir, as reações mais frequentes (isoladas ou conjuntas) após o trauma.

Efeitos cognitivos
– Confusão mental.
– Desorientação temporal (cronológica).
– Dificuldade de concentração e de tomada de decisão.
– Dificuldade em expressar pensamentos.
– Estreitamento perceptual.
– Incredulidade e descrença.
– Pensamentos intrusivos (indesejados).
– Perturbações de memória.
– Pesadelos.
– Preocupações exacerbadas.
• Efeitos emocionais
– Amortecimento e anestesiamento.
– Ansiedade.
– Apreensão.
– Culpa.
– Desamparo.
– Desesperança.
– Desespero.
– Irritabilidade.
– Negação.
– Pânico.
– Raiva.
– Tristeza.
• Efeitos físicos
– Abuso de álcool ou drogas.
– Alterações cardiovasculares (aumento ou diminuição da frequência cardíaca).
– Arrepios.
– Excitação, estado de alerta e hiperatividade.
– Fadiga.
– Fraqueza.
– Insônia.
– Perda da energia sexual.
– Perda do apetite (ou alimentação compulsiva).
– Problemas de saúde (somatizações como,por exemplo,dor de cabeça, desconfortos gástricos, diarreia, dor de estômago, náusea etc.).
– Tonturas.
– Transpiração intensa.
– Tremores.
• Efeitos interpessoais
– Conflitos de relacionamentos sociais.
– Isolamento.
– Perturbações familiares.
– Prejuízo do desempenho profissional.
– Recusa de seguir regras ou ordens.