Como a psicologia pode ajudar a controlar a ansiedade?

Falar sobre as ocorrências que geram ansiedade ameniza gradativamente a expressão emocional desregulada. À medida que o individuo verbaliza a organização mental se configura. Cada vez que contamos e recontamos uma história estamos inserindo novos elementos cognitivos e a modificando. A psicoterapia direciona essa “conversa orientada” no sentido da compreensão mais clara sobre como o sofrimento é gerado e quais os significados de uma existência saudável para que a superação possa então ocorrer. Para compreender com detalhes o processo terapêutico veja www.julioperes.com.br .

As manifestações de perigos reais hoje dependem, em maior proporção, do comportamento dos homens que compõem a “realidade moderna” e não tanto dos crivos do meio ambiente. A instabilidade das variáveis que norteiam nossos referenciais de segurança justificam a manutenção da ansiedade como recurso adaptativo, até que, com esperança, os homens possam conviver harmoniosamente eem paz. Assim, a melhor forma de propagar o Bem é mostrar que seguir este caminho faz bem. Um dos desafios da psicoterapia nesses casos é diminuir o ritmo interno e favorecer o processamento e a atualização de novas informações provedoras da libertação da ansiedade.

 Trecho de entrevista concedida à UOL.