TEPT e o Ambiente de Trabalho

O que exatamente é o TEPT?

O TEPT é um transtorno de ansiedade precipitado por um ou mais eventos estressores de magnitude psicológica ao indivíduo. As situações traumáticas experimentadas ou testemunhadas geralmente envolvem ameaça à vida ou à integridade física de si próprio ou de pessoas a ele afetivamente ligadas. Situações essencialmente violentas, assaltos, seqüestros, estupros, abusos sexuais infantis, acidentes naturais, acidentes automobilísticos entre outros são considerados potenciais eventos traumáticos. De acordo com os critérios do DSM-IV, o TEPT é diagnosticado se os sintomas persistirem por quatro semanas após a ocorrência do trauma e se redundarem em comprometimento social e ocupacional significativos.

Quais são seus sintomas?

Parte das vitimas de experiências traumáticas desenvolve uma constelação aguda de sintomas de TEPT, que pode ser dividida em três grupos:

1) revivescência do trauma (pesadelos, pensamentos intrusivos, sentimentos incontroláveis, flashbacks).

2) esquiva/entorpecimento emocional (distanciamento afetivo, anestesia emocional).

3) hiperestimulação autonômica (irritabilidade, insônia, hipervigilância).

O ambiente de trabalho pode causar TEPT?

Sim. Eventos potencialmente traumáticos, tais como acidentes, violência, assalto, etc. são muitas vezes imponderáveis e podem ocorrer em qualquer ambiente, inclusive no âmbito profissional. Empresas ligadas a segurança, corporações militares e transportadoras podem apresentar maior probabilidade de ocorrências estressoras e/ou traumáticas.

A mundo corporativo, cada vez mais competitivo, exige demais dos executivos, que precisam atingir metas dificílimas em prazos curtíssimos. Essa cobrança e pressão podem ser fontes de TEPT?

O estresse não pode ser considerado como uma fonte isolada para caracterização do TEPT, mas pode ser um dos fatores convergentes ao transtorno. Estudos evidenciam que situações ansiogênicas recorrentes, podem modificar o limiar de tolerância a eventos estressores aumentando a vulnerabilidade ao TEPT.   

Como tratar o TEPT?

Psicoterapia é a primeira linha de escolha ao tratamento do TEPT, que freqüentemente demanda combinação com intervenções farmacológicas. Em especial a terapia de exposição e reestruturação cognitiva tem surtido bons resultados, que permanecem estáveis ao longo do tempo. Alem dessa, varias outras abordagens podem ser aplicadas no tratamento do TEPT, tais como: Treinamento de Manejo da Ansiedade; Treinamento de Inoculção do Estresse; Relaxamento; Terapia de Inundação; Terapia de Desensitização e Reprocessamento por Movimento dos Olhos e Psicoterapia Interpessoal com orientação psicodinâmica. 

Qual o papel de uma empresa diante de um funcionário que apresente TEPT?

Seria muito importante que as empresas fornecessem consultas qualificadas com profissionais especializados em TEPT, para avaliação e tratamento corretos, caso o funcionário preencha os critérios diagnósticos desse transtorno.

Como os profissionais de RH podem detectar um funcionário que apresente quadro de TEPT?

Com freqüência os indivíduos com TEPT são subdiagnosticados devido a desinformação sobre essa entidade clinica. O TEPT pode apresentar comorbidades tais como: depressão, abuso/dependência de substâncias psicoativas, transtorno obsessivo-compulsivo, transtornos somatoformes e transtornos dissociativos. Portanto, os profissionais de RH que observarem mudanças importantes no comportamento de funcionários (ex: isolamento afetivo, insônia, agressividade) que atravessaram um ou mais eventos traumáticos, devem encaminhá-los a um psicólogo e/ou psiquiatra familiarizado com o TEPT.