Psicoterapia, Virtudes e Prosperidade

Estudos sobre os efeitos da psicoterapia reconhecem as adversidades como oportunidades para os indivíduos transformarem significativamente suas vidas para melhor.

Aproximadamente mil artigos sobre crescimento pós-traumático (Posttraumatic Growth) foram publicados nos últimos 20 anos em periódicos científicos indexados. Enfermidades, crises financeiras, crises conjugais, ataques terroristas, guerra, perdas de entes queridos, acidentes, conflitos familiares, violência, catástrofes naturais, figuram entre outros eventos potencialmente traumáticos envolvidos nos estudos. O tema começou a receber atenção a partir da publicação do Inventário de Crescimento Pós-traumático em 1996, composto por 5 domínios em que as pessoas apresentam mudanças em termos de crescimento após o confronto com o trauma: Relação com os outros, Novas Possibilidades, Força Pessoal, Mudança Espiritual e Apreciação da Vida.

Hoje, os aprendizados obtidos nos estudos sobre crescimento pós-traumático transbordam para outras linhas de pesquisas populacionais a respeito de satisfação com a vida, bem-estar e prosperidade. De maneira geral os estudos apontam associações significativas entre o fortalecimento das virtudes e a superação de adversidades, além de sugerir que intervenções psicoterapêuticas podem ajudar as pessoas “aproveitarem ao máximo” a adversidade. A psicoterapia favorece o desenvolvimento de novas visões de mundo, a aquisição e a valorização de recursos pessoais que podem compensar prejuízos decorrentes do sofrimento e facilitar a resiliência e crescimento pós-traumático, que incluem mudanças saudáveis de comportamento consigo e com o entorno.

Entre os principais aprendizados obtidos na psicoterapia associados ao crescimento pós-traumático, a saúde mental e a satisfação com a vida estão: (1) clareza do sentido e do significado da existência, (2) maior abertura a novas possibilidades e maior envolvimento nas relações interpessoais, (3) mudança saudável na percepção de si, e (4) melhor compreensão da espiritualidade e religiosidade. Dr. Peres enfatiza que “enquanto os comportamentos alinhados ao fortalecimento das virtudes, da ética e do caráter geram prosperidade em todos os domínios da vida, vale observar que a ausência dos mesmos (ex.: corrupção, egoísmo, etc.), por outro lado configura um plantio de equívocos e respectiva colheita de sofrimentos… assim a história das sociedades tem nos ensinado”. Em linha com os achados da Psicologia a respeito da perpetuação ou superação do ciclo traumático/sofrimento, Michelle Bachelet refere que: “Só as feridas limpas podem cicatrizar”.

Segundo os estudos sobre superação o Dr. Julio Peres e colegas (veja www.clinicajulioperes.com.br) o crescimento pós-traumático se relaciona diretamente com o fortalecimento de virtudes como coragem, justiça, temperança, sabedoria, paciência, amor e esperança. Após a psicoterapia, muitas pessoas referem que suas qualidades de vida são relativamente superiores a que tinham antes mesmo das adversidades ocorrerem. De acordo com as estatísticas de follow-up, as dinâmicas saudáveis construídas no processo se mantem estáveis ao longo dos anos.

Para saber mais entre em contato pelo e-mail: contato@julioperes.com.br ou por
telefone: (11) 3288-6523.

foto_julio