Lucinha Araújo e os caminhos para superação do trauma da perda

Hoje, dia 07 de julho, completa-se 25 anos da morte de Cazuza. O cantor faleceu de complicações em decorrência da AIDS aos 32 anos. Sua mãe Lucinha Araújo, mesmo sofrendo com a dor da perda, não se deixou abater e em nome do filho criou a Sociedade Viva Cazuza. A ONG presta assistência a crianças que foram abandonadas por estarem contaminadas pelo HIV.

O Dr. Julio Peres cita em seu livro Trauma e Superação, o exemplo de Lucinha, que criou um novo projeto de vida e tornou a própria experiência dolorosa em um veículo de propagação do bem favorecendo assim superação do trauma da perda.