Pesadelos Pós-trauma

Estudos sistemáticos sobre traumas psicológicos proliferaram no mundo a partir de 1980 com o conceito nosológico do Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) e os respectivos critérios diagnósticos inseridos no DSM-III. O interesse pelo TEPT vem aumentando substancialmente e evidencia-se pelo crescimento do número de publicações e de estudos controlados em andamento, pelo surgimento de periódicos e congressos dedicados ao tema e pela atividade associativa entre profissionais e pesquisadores. Assim como as memórias traumáticas, os pesadelos crônicos pós-trauma são sintomas centrais do TEPT. Em função da complexidade e difícil compreensão do universo onírico, acreditou-se no passado que os sonhos eram fruto de processamentos caóticos e aleatórios do sistema nervoso central (SNC). Os pesadelos recorrentes pós-trauma contrapõem a teoria de ativações corticais aleatórias, evidenciando padrões específicos de sonhos. De fato, a ativação dos substratos neurais relativos às expressões recorrentes de pesadelos idênticos não pode ser explicada por uma atividade cortical aleatória.

Clique aqui e faça o download do artigo em formato PDF.